Saiba quais os marketplaces que o Bling integra

Tempo de leitura: 4 minutos

Se você tem um bom produto, saiba que dá para estudar os marketplaces que o Bling integra para saber quais deles se enquadram no seu tipo de negócio.

Isso porque essas plataformas de vendas são mediadas por uma empresa, geralmente uma grande empresa, o que permite que pequenos empreendedores vendam lá, com visibilidade nacional ou internacional.

Mercado Livre

Seria um erro não começar com o Mercado Livre. Afinal, é líder em comércio eletrônico e tem um site de varejo que é o mais visitado da América Latina.

Amazon

Basicamente, foi quem criou o conceito do marketplace no mundo. Logo, até aqui foram 2 décadas de experiência e o título de empresa mais valiosa do mundo em 2019.

Magazine Luiza

Quem é que não conhece a Magazine Luiza, né? É uma das varejistas mais premiadas do país e com 35 milhões de acessos mensais. Sem dúvidas, é uma vitrine para todo tipo de produto do marketplace.

Carrefour

A marca francesa chegou no Brasil há muito tempo, em 1975. Atualmente, é um dos marketplaces que o Bling integra e que mais tem sucesso. As vantagens vão da visibilidade nacional até a comissão a partir de 10%.

Centauro

Foi a empresa que nasceu em 1981 para democratizar o esporte. É considerada hoje a maior rede de lojas esportivas da América Latina. Aliás, é um marketplace de nicho, sendo da área de saúde, esporte e beleza.

Kabum

É uma plataforma do comércio eletrônico brasileiro totalmente focado na área de tecnologia, com produtos como eletrônicos, eletroportáteis, hardware, periféricos, smartphones, entre outros. Assim sendo, uma das vantagens é a livre negociação, podendo negociar direto com clientes.

Shopee

É uma plataforma de vendas online mundial, que fica sediada em Singapura e pertence ao grupo Sea Group. É considerado um dos maiores e-commerces do mundo, sendo o 1º colocado do sudeste asiático. Dessa forma, a vantagem é que não tem comissão para o marketplace.

GPA

O GPA é um grupo muito grande do comércio varejista que é controlado pelos franceses do Casino. Dessa forma, o portfólio vai do Pão de Açúcar até o Extra, o Compre Bem e o Assaí. Inclusive, é uma ideia para quem vende produtos perecíveis e não perecíveis de alimentação, brinquedos e utilitários.

Zoom

Funciona como uma espécie de árvore de categorias. Assim, o cliente pode encontrar tudo sobre o produto em um único site. O repasse para o vendedor é feito em ciclos semanais. Para isso, o Zoom recebe o percentual da comissão e repassa o valor em parcelas.

Leroy Merlin

No Brasil desde 1998, hoje é muito focada na área de Material de Construção. Com isso, o portfólio tem mais de 80 mil itens de 15 setores diferentes. Tem um shopping virtual próprio.

Ricardo Eletro

É uma rede conhecida por ser muito competitiva em termos de preço. Nos dias atuais, são 20 milhões de visitantes mensalmente. Entre tantos produtos, os eletrodomésticos e móveis ganham destaque.

Cissa Marketplace

Para quem não conhece ainda, saiba que é uma das maiores lojas online de smartphones do país. Além disso, o cadastro é simples e após a aprovação dá para começar a vender lá.

Madeira Madeira

O lançamento da marca é de 2009, sendo que com o tempo ela se tornou o marketplace número 1 do Brasil na categoria de Casa & Decoração. Inclusive, isso já diz muito sobre ela, né.

Groupon

Um dos marketplaces que o Bling integra que surpreende muita gente é o Groupon, que agora é do grupo da Latam. Com isso, temos uma maneira para quem quer fazer comércio local, desde viagens até descontos especiais em lojas.

Peixe Urbano

A ideia é muito próxima do Groupon. Porém, ele foi fundado no Brasil em 2010 e é considerada a primeira empresa da América Latina a ser eleita a “melhor startup internacional do ano”.

Web Continental

É recente, sendo de 2008. De todo modo, saiba que atua no segmento geral de produtos de ar e ventilação, como eletrodomésticos, eletroportáveis, móveis, tecnologia, automotivo, comercial, industrial, ferramentas e peças.

Toro Marketplace

É uma ideia para quem quer trabalhar com estoques de terceiros. Assim, a ideia da Toro é oferecer a tecnologia para quem quer empreender na internet sem precisar do estoque.

Allopx

Para quem não conhece, esse é um marketplace voltado para o varejo físico. Ou seja, a loja pode se cadastrar em diversas modalidades, como nos Correios ou na retirada. Dessa forma, temos outro dos marketplaces que o Bling integra, que tem feito sucesso.

Munddi

É focado no balcão online, onde permite receber pedidos pelo Whatsapp e pelo Instagram. Então, é esse balcão vai cuidar e toda parte de pagamentos e entregas. Inclusive, com o foco no serviço de delivery e no pagamento online.

SM.Places

É para quem quer criar o próprio marketplace. Assim, é uma ferramenta de administração, sendo que tem tudo em um sellercenter, sendo considerado um dos melhores ERPs do mercado atual.

Lojas Colombo

Está no mercado há mais de 6 décadas e atua no marketplace fazendo a ligação com as suas mais de 250 lojas. Aliás, o passo a passo é simples, sendo que não exige investimento inicial.

Outros marketplaces que o Bling integra

Acima, a gente colocou todos os principais marketplaces que são possibilidades para o seu negócio. No entanto, o nosso foco estava em opções voltadas para as pessoas que estão começando a empreender no mercado digital agora.

Por isso, saiba que para quem já conhece o mercado, dá para pensar em outros marketplaces também, como os que são focados no B2W (Americanas.com, Shoptime e Submarino), os da Via Varejo (Ponto Frio, Casas Bahia, Extra), da Netshoes (Netshoes e Zattini).

Aliás, tem ainda aqueles do GFG (Dafiti, Kanui, Tricae) e dos Hubs (Hub2B, Anymarket, Skyhub, Vendala, Plugg.to, mintegra, Ideris, Wehub, Olist, Integra Commerce e becommerce). Você pode saber sobre todos eles no site do Bling ou falar diretamente com a nossa equipe.