5 custos de uma loja virtual que ninguém pode esquecer

Tempo de leitura: 3 minutos

A verdade é uma só: muita gente desiste de montar o próprio e-commerce porque os custos de uma loja virtual podem tornar esse sonho inviável. Mas, há uma boa notícia: tem como tornar isso mais barato. Continue lendo e descubra como.

1 – O domínio da sua loja virtual

Um dos primeiros custos de uma loja virtual que se deve considerar tem relação com o domínio. Depois que já tiver produtos a serem vendidos, considere que registrar o domínio, que é a página da internet por onde você vai vender online, tem um preço.

Na média nacional, o custo de um domínio personalizado não vai ficar abaixo dos R$ 9,90 mensais. Lembrando que existem vários planos de contratação possíveis e com descontos para pacotes semestrais ou anuais também.

2 – O espaço para a hospedagem do seu site

Um próximo ponto a ser analisado tem a ver com a hospedagem. Como assim? Saiba que você precisará ter um servidor para disponibilizar o seu espaço na internet. É como se fosse a estrutura do seu negócio.

Ou seja, enquanto o domínio vai ser o aluguel pago para a localização do seu ponto comercial, a hospedagem seria exatamente como a montagem do lugar. Também considerando uma média nacional, saiba que o valor deve ficar em torno de R$ 12,90 mensais.

3 – Os prestadores de serviços digitais

Exceto se você for um empreendedor multitalentoso e que sabe trabalhar muito com os softwares, existe ainda outro dos custos de uma loja virtual que virá com os profissionais prestadores de serviços, especialmente, os web designers e os programadores.

Nesse caso, o valor pode variar ainda mais, já que dá para fazer contratos por serviços ou por tempo de trabalho. Só para se ter uma ideia, o salário médio de um deles é beirando os R$ 2 mil.

4 – As formas de pagamento e bandeiras

Outra dica é avaliar as formas de pagamento que você vai ter na sua loja virtual. Isso porque não tem como você receber em dinheiro em espécie, né? Por outro lado, aceitar cartões pode ter um custo com taxas ou demora na transação até o recurso chegar na sua conta.

O que também é importante é saber que hoje em dia há uma série de vantagens, como usar sistemas de pagamentos mais econômicos. Há ainda aquelas empresas que oferecem uma conta digital própria, que podem facilitar muito esse processo.

5 – As entregas das mercadorias vendidas

Um último ponto que queremos trazer aqui tem a ver com o custo de entrega, o que é também imprescindível de ser considerado. Isso porque seja o envio pelos Correios ou pela transportadora, você terá o gasto, né.

A opção dos Correios acaba sendo mais barata. Porém, você terá que fazer médias, estudos ou simplesmente ter uma calculadora que faça a simulação das vendas, conforme o peso da entrega e a região em que o pedido será enviado.

Tem como facilitar?

E para fechar o texto sobre os custos de uma loja virtual, o que a gente pode falar é que há sim meios de facilitar e automatizar e economizar nesse processo todo. Tanto é que os sites que permitem a criação de lojas virtuais têm sido procurados cada vez mais.

E eles também podem ser interessantes para você. Eles podem, entre tantos serviços e funções, fazer esse trabalho de simular o frete, assim como de permitir formas de pagamentos diferenciadas e até mesmo ajudar na montagem de designs e na interface da sua loja.

Você pode continuar lendo os nossos textos para descobrir os melhores sites que fazem esse trabalho ou nos contatar diretamente para tirar as dúvidas. Estamos à disposição.