Como criar produtos digitais – faturamento de até R$ 100k por mês | #Insight 93

Tempo de leitura: 3 minutos

A dúvida é comum entre tantos brasileiros empreendedores: como criar produtos digitais? Por isso, nós fomos afundo no tema para criar esse simples conteúdo, que vai te ajudar com a resposta. Aliás, você pode e nós vamos mostrar isso a partir do vídeo abaixo.

➜ Esse é o link do Webinário: http://bit.ly/Aula-Ao-Vivo-Domingo

O Quadrado da Lucratividade

Antes mesmo de a gente começar com o texto, temos uma dica. Nós deixamos um vídeo que conta como faturar na internet que tem uma história que vai permitir que você confie mais na gente a partir daqui.

Até mesmo porque um negócio digital é uma empresa focada em vendas de produtos digitas. Por exemplo, cursos online, e-books, assinaturas de portais, venda de produtos de terceiros, consultoria online, etc.

Por isso, todo negócio digital bem sucedido parte de 4 pontos principais. Ao passo que isso é chamado na teoria de “O Quadrado da Lucratividade”. Logo, o conceito nada mais é do que um sistema que permite o sucesso somente com as vendas. Além da aplicação de táticas inteligentes de marketing digital.

Nós vamos mencionar agora quais são esses 4 pontos. Confira!

1 – Serviços

Em muitos casos, os serviços formam a parte mais lucrativa de um empreendimento digital. Sabia disso?

Esses serviços tendem a ser bastante valorizados no meio virtual. Inclusive, se bem executados, asseguram milhares ou milhões de reais em apenas um projeto ou poucos projetos.

Ainda não entendeu? Então, vamos à prática. Considere alguns tipos de serviços online para lucrar no mercado digital:

  • Consultoria
  • Assessoria
  • Desenvolvimento
  • Coach
  • Criação
  • Direção

A primeira parte do quadrado você conhece. Portanto, agora é hora de a gente mencionar as outras.

2 – Produtos

Continuando, aqui nós encontramos “A Mina De Ouro Dos Negócios Digitais”, como dizem os especialistas da internet. Mas, por que mina de ouro? A gente vai explicar de um jeito que você vai ver que faz sentido.

Desse modo, o interessante desse lado do quadrado é que qualquer pessoa com algum conhecimento específico pode criar e vender um produto. Também não entendeu de quais produtos digitais estamos falando? Veja alguns exemplos:

  • Planilhas
  • E-books
  • Cursos
  • Congressos
  • Documentos
  • Softwares
  • Aplicativos

Curiosamente, nós fizemos uma matéria recentemente que pode ser de seu interesse também: O que as pessoas mais gostam de comprar na internet: descubra 9 produtos.

3 – Assinaturas

O setor de assinaturas têm crescido bombasticamente no marketing digital. Por isso, muitos empreendedores estão se valendo da tática para fomentar seus negócios.

Isso porque é uma forma mais prática de escalar um empreendimento. Alguns tipos:

  • Assinatura em sites segmentados
  • Em grupos fechados
  • Assinatura em um curso digital
  • De treinamento de alta performance
  • Assinatura em um pacote de conteúdo
  • Ou uma uma lista de e-mail

Terminando o artigo, pode ser que você não tenha se identificado até aqui. Aliás, vamos retomar: falamos de serviços digitais, de assinaturas online e de produtos. Então, resta ainda mais um lado do quadrado: dos afiliados. Inclusive, pode ser que você tenha ficado com uma dúvida aí: o que é isso? Vamos ver!

4 – Afiliação

Assim, nós chegamos ao quarto e último lado do quadrado. Aliás, saiba que ele é muito cobiçado por quem está pensando em como montar seu próprio negócio digital.

Logo, vamos direto ao ponto. O marketing de afiliados é a chance de se afiliar para vender um produto produzido por outra pessoa porque você pode ser um vendedor online.

Aliás, se você não sabe, considere a definição dessa estratégica. O mercado de afiliados que é um sistema que permite o êxito a partir das vendas de um produto que já existe. Mas, como fazer isso? Um bom começo é usar táticas de marketing digital.

Hoje, o mercado define três tipos de afiliados:

  • De autoridade
  • O investidor
  • E o que é revendedor

Inclusive, a gente vai detalhar eles aqui. Primeiro, o de autoridade é reconhecido por ter credibilidade. Já o investidor é aquele que fatura muito no mercado. Por último, vem o revendedor. Inclusive, essa pode ser uma boa ideia para você porque o foco está na renda extra.

Como criar produtos digitais

Agora, você viu aqui várias ideias a partir de um quadrado, correto? No entanto, ainda tem dúvidas sobre o que é preciso ou melhor como criar produtos digitais. Será que é preciso ser escritor, autor, cientista?

Na verdade, nada disso. O primeiro passo é você conhecer o seu público e as motivações para se criar um produto. Aliás, de qual produto estamos falando mesmo? Tudo isso importa. E depois vem a venda, a divulgação, o lucro.

Para criar o seu produto digital, o melhor caminho pode ser o de contratar uma agência especializada no assunto, como a Seja Notado. Então, não perca mais tempo buscando fontes erradas porque isso leva tempo e provoca gastos.

Referência e como saber mais

A parte do texto fala sobre os tipos de produtos digitais foi criada por outro autor. Assim, estamos falando do Pedro Quintanilha, autor do Mentalidade Empreendedora. Inclusive, ele é uma autoridade no assunto. Por isso, temos a referência.

Por outro lado, se você quer receber mais informações de como criar produtos digitais. Temos uma boa notícia. Aliás, a notícia também vale para quem quer ganhar dinheiro na internet. O que fazer? Preencher o formulário abaixo porque nós entraremos em contato.

Podemos te ajudar?